Categorias
política Sem categoria

Se eu fosse você, tirava o $ do tesouro direto

Existem pessoas que tem mais de 40 anos e se lembram como foram horríveis os meses que se seguiram no ano de 1990, com o tenebroso confisco da poupança que ocorreu no governo de Fernando Collor de Mello.

Em 1990, a ministra da economia era a Zélia Cardoso de Mello, em 2018 o Bolsonaro foi eleito e nomeou Paulo Guedes como Ministro da Economia, a história se repete e agora com toques centralizadores do Estado Novo, que era um governo altamente centralizador e burocrático, no caso do próximo governo a centralização se dará com a junção de várias pastas como por exemplo, o ministério da economia que será a junção dos ministérios do Planejamento e da Fazenda.

Naquela época houve o confisco da poupança, pois era corrigida pela inflação e garantia alta rentabilidade dos valores que eram investidos; então naquela época tanto ricos, como classe média (no caso trabalhadores que saíam das empresas e recebiam indenizações, vendiam carros e imóveis) investiam seus dinheiros na poupança e naquela ocasião os valores investidos foram bloqueados acima de 50 mil cruzeiros (equivalente a 5 mil reais). Ou seja, se você tivesse 55 mil reais, só poderia retirar 5 mil e os outros 50 ficariam retidos pelo governo por um ano e meio. Muitas empresas faliram, muitos que viviam de renda da poupança ficaram “pobres de repente”, muitos que apenas pouparam para adquirir casa ou carro, de repente, ficaram sem eira nem beira. Muita gente morreu, de suicídio ou problemas de saúde decorrentes dessa medida e há muitos processos em trâmitação na justiça. 28 anos depois, muitas pessoas lesadas pelo tal “Plano Collor” ainda não foram restituídas de suas perdas.

Muita coisa se passou e o resto é história, o fato é que hoje a poupança ainda é utilizada, mas sem a atratividade de outrora, pois rende uma média de 0,6% mensais mais a TR, dessa forma o valor investido tende a render muito pouco.

Por que comecei esse texto com tom alarmista? Paulo Guedes do Bolsonaro, promete já para 2019 um superávit da despesa pública; com a mesma intenção contida de 1990, as diferenças são: que naquela época era pra conter a inflação e a liquidez econômica e agora é para diminuir a dívida pública e o rombo na Previdência. Atualmente, dos meios de investimento mais conservadores e com menos riscos há o Tesouro Direto, pré e pós fixado, geralmente ordenado pela taxa SELIC, que por ora está estável em 6,5% ao ano. Desde o final de 2016 as reuniões do Copom tem mantido uma tendência de redução desta taxa, diminuindo a rentabilidade dos valores investidos no Tesouro. Muitas pessoas transferiram recursos da poupança e previdência privada para o Tesouro Direto devido a maior  rentabilidade deste investimento.

A questão agora é puramente especulativa e espero estar equivocada, MAS, o discurso contra a corrupção é semelhante ao de Collor, o objetivo de enxugamento do Estado é semelhante ao de Collor, o ministério também tem o mesmo nome do de Collor e, o Tesouro Público é a emissão de papeis da dívida pública da União, com os recursos empregados lá, será palpável a possibilidade de confiscar determinados valores de resgate destes títulos para garantir o superávit primário?

O confisco de 1990 foi anunciado apenas 2 meses após a posse de Collor, quem garante que não venham más notícias a galope (ou pior, pelo Twitter) por parte da equipe econômica de Bolsonaro? Esta é representada por Paulo Guedes, que já tem carta branca para conduzir os destinos econômicos do país e já deu mostras de centralidade e autoritarismo em suas reuniões com políticos do Congresso, a começar pela reforma da previdência que queria a aprovação ainda esse ano.

Estou cética quanto a boas notícias para a maioria dos trabalhadores que investiram no Tesouro, quem viver verá…

Por Astrovalda Junqueira

Ghost Writter, "Literateuta"
"Escrever para não enlouquecer, novo bálsamo à alma"

Uma resposta em “Se eu fosse você, tirava o $ do tesouro direto”

This design is steller! You most certainly know how
to keep a reader entertained. Between your wit and your videos,
I was almost moved to start my own blog (well, almost…HaHa!) Wonderful
job. I really loved what you had to say, and more than that, how you presented it.
Too cool!

Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s