Categorias
+18

Ar e fogo

Foto por Adonyi Gábor em Pexels.com


Ainda me lembro do seu cheiro.

E ao lembrar, meu corpo vibra como nunca vibrou por alguém.

Lembro também do frio na barriga e da tentativa de entrar discretamente no elevador e apertar o botão pro andar do seu quarto. O coração quase saindo pela boca, um risinho discreto. Gotas de suor e seiva me inundam, calor no baixo ventre, até que chego ao andar e percorro alguns metros em direção à porta.

Passos titubeantes, chego em frente à porta, milissegundos de indecisão: será que estou desejável? bem quista? Óbvio que sim! São neuroses desnecessárias! Bato na porta, de leve, com os nós dos dedos, estou a mais de 100 por minuto. Segundos longos. Até que você abre a porta e sorri pra mim, que sorriso lindo! E eu sorrio também.

Entro no quarto e nem falamos muito, me entrego completamente a você, me deixo dominar. Nossos olhares lascivos, a gente se come com os olhos, um banquete mútuo. Não precisam muitas palavras. Me encosta na parede, me conduz, nossos lábios e línguas num beijo ardente, necessidade e vontade de nós dois. Mãos percorrem desesperadas pra nos livrarem das roupas, enquanto nos beijamos sofregamente.

Agora, as mãos percorrem mais devagar cada ponto de nossos corpos, toques precisos, pressão certa, arrepios na pele: seios, tórax, púbis, monte de vênus, falo, vulva, bundas. Tesão crescente e o cheiro do seu corpo fica mais forte, cheiro de macho prestes a cobrir sua fêmea. Corpos colados e encaixe perfeito.

Vamos pra cama, lábios e línguas continuam o que as mãos começaram, nos degustamos deliciosamente, apreciando cada parte, mamilos, mordiscadas, cunnilingus, fellatios, tesão latente. Você me possui de diferentes formas, posições e intensidades, quase me derreto em você de tanto prazer! Do nosso olhar saem faíscas tamanho o desejo e sinergia, quase nos fundimos sentindo tudo, nosso calor, nossa seiva nos molhando; respiração pesada, palavras profanas e gemidos sinceros. Seu cheiro fica ainda mais forte, enlouqueço nesse momento, me arrepia o corpo inteiro até explodirmos num gozo tão intenso, como uma descarga elétrica, urros, tremo inteira e você jorra em mim. Depois dessa festa de sabores e luxúria, desabamos na cama despedaçados… Que divertido!

Tentei replicar o irreplicável, mas o nosso tesão é cósmico: quando a química é perfeita e o encaixe também; você é o um em um milhão, que é a probabilidade disso ocorrer.

Passarão 5, 10, 50 anos… E ficarão recordações gostosas, mesmo que outras pessoas passem…

Vou ter um sorriso secreto quando lembrar de você e do seu cheiro, que ainda mexe comigo e me faz vibrar!

Me encosto na parede, fecho os olhos e suspiro de saudades…

Por Astrovalda Junqueira

Ghost Writter, "Literateuta"
"Escrever para não enlouquecer, novo bálsamo à alma"

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s