Categorias
música

Meu segundo encontro (ou o medo de avião II)

… Não foi a força bruta da beleza, Nem o vigor cruel da mocidade, E sim dois animais em paz com a natureza. E sim dois corpos, objetos, sensuais contra a lei da gravidade. Nós nem pensamos na felicidade… Medo de avião II – Belchior, Gilberto Gil

Anos depois daquele show, o meu “segundo encontro” com o Belchior foi nas ondas do rádio, no dial de uma emissora que tocava as clássicas da MPB; a rádio ainda existe e aumentou a sua audiência ao tocar músicas de qualidade questionável. Crítica à parte, na programação daquele período, tocavam sempre os artistas que hoje não ondeiam pela FM e Belchior foi um desses.

Com sua voz lânguida, descreve o desejo realizado de transar num avião, com a aeromoça! As bebidas, o flerte, a coragem, a surpresa e o ato consumado.

Essa segunda versão da “Medo de avião” foi composta com Gilberto Gil e saiu no disco de 1979 “Era uma vez um homem e o seu tempo”. Ambos compuseram letra, melodia. Belos arranjos e a descrição do sexo não se resume a objetividade do ato e nem usa de vocabulário explícito para demonstrar suas intenções. Dialeticamente sutil e direta, objetiva e subjetiva.

O programador percebeu isso e então a música sempre tocava lá. Eu estava entrando na juventude e gostei de ouví la, foi a época em que comecei a apurar meu gosto musical, ao conhecer sons diferentes do meu lugar comum. Antes consumia só do mainstream, no máximo um techno da época que os clubbers apanhavam dos skatistas, coitados!

Por Astrovalda Junqueira

Ghost Writter, "Literateuta"
"Escrever para não enlouquecer, novo bálsamo à alma"

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s