Categorias
Sem categoria

Desabafo pós moderno

Recomendo o disco todo a propósito!

Em tempos de WhatsApp o bloqueio é arma mortal, a punhalada nas costas dos tempos de outrora.

Ou posso recorrer convenientemente a Freud e tentar explicar que esse tipo de atitude é coisa da pessoa (que bloqueou) ser mal resolvida com o seu passado e suas resoluções; a negação como forma de refutar o desejo reprimido. Particularmente, estou mais pra essa explicação. Bloqueio eu prefiro deixar pra pessoas que realmente me importunam com spams, ou, em casos mais graves, ameaças; pra relacionamento terminado (sem ameaças é claro!), melhor a fazer é excluir, pois na configuração do bloqueio do WhatsApp você pode muito bem ficar lá olhando o número daquela pessoa e ficar pensando em milhares de situações com quem não está mais.

Cada um tem seu caminho a seguir, o ato de terminar já é dolorido em si, porque deixar um negócio ainda mais difícil e desagradável? Nem sempre a história de duas pessoas dá certo como um casal, mas pode sim dar abertura pra uma eventual amizade, depois que as feridas cicatrizam…

Enfim passei por isso hoje, do ex que veio com conversinha mole de que “podemos ser amigos e bla bla bla” após o término. Inclusive não tinha motivo para tal bloqueio, eventualmente conversávamos, amenidades de final de ano, textos do blog, tudo numa boa, na civilidade e eu já o havia excluído dos meus contatos, no entanto deixei a janela aberta, pois ele dizia “fazer questão da minha amizade”. Fui pega de surpresa, mas o que fazer senão me resignar com os fatos? Muito embora eu tenha ficado triste com esse tipo de atitude (logo ele que dizia ser “diferente dos outros homens”, risos), mas enfim, os fantasmas internos de cada um já serão assombrações suficientes pra consciência. Usei a escrita como a melhor amiga, para desabafar a decepção que senti e olha que já poderia fazer um pós doutorado em decepções amorosas, só com a minha experiência empírica. Eu sempre digo que de onde menos se espera é que vem algo, pro bem ou pro mal.

Em síntese, se algo finalizou (seja amor ou amizade) exclua o contato pra não ter nada atrapalhando a seguir em frente, nenhum fantasma do passado para exorcizar. Bloquear significa que a pessoa bloqueada, de alguma maneira, ainda interfere na vida de quem bloqueou, além da imaturidade do ato em si. Canta pra subir e siga o seu caminho!

Foto por Pixabay em Pexels.com

Por Astrovalda Junqueira

Ghost Writter, "Literateuta"
"Escrever para não enlouquecer, novo bálsamo à alma"

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s