Categorias
amor

Dois em um

2

Eu poderia te dar todas as canções de amor que existem.

E escrever todos os versos pra dizer que te amo.

Mas de nada adianta…

Volúvel e frívolo, você se pintou e fez a arte final.

Azar o seu, que não pôde me amar.

“Aí se você sesse!”

Azar o seu, que não soube me amar…

Por Astrovalda Junqueira

Ghost Writter, "Literateuta"
"Escrever para não enlouquecer, novo bálsamo à alma"

Uma resposta em “Dois em um”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s